Saúde: vai viajar sem seu pet? Saiba como se planejar para casos de emergência - Pet é pop
  • Saúde: vai viajar sem seu pet? Saiba como se planejar para casos de emergência

    As reservas estão feitas, as malas foram fechadas, e você está pronto para viajar. Se não estiver levando o(s) seu(s) pet(s) consigo, quem vai ficar responsável por tomar decisões a respeito da saúde dos bichinhos enquanto estiver fora? Celulares e computadores tornaram muito mais fácil os contatos, mas e se não for possível encontrar você em um momento de emergência?

    Independentemente de deixar os pets com família, amigos, hoteizinhos, hospital veterinário ou canil, você deve autorizar alguém de confiança para agir caso algo aconteça com a saúde dos animais. Certifique-se de que o cuidador conheça as suas preferências. Isso inclui o delicado tema das limitações financeiras, caso elas existam.

    Forneça ao cuidador todos as possíveis maneiras de encontrar você, incluindo os contatos de possíveis companheiros de viagem. E deixe tudo planejado para que ele possa tomar decisões caso não consiga falar com você. Veja abaixo um roteiro de perguntas e ações para que os donos de pets tenham uma viagem tranquila.

    Questões a considerar
    • Seu animal tem alguma condição de saúde que pode resultar numa emergência (por exemplo, doenças cardíacas, diabetes, artrite severa, cólica crônica etc.)? Se sim, calcule essas situações e estabeleça um limite tanto para a extensão do tratamento quanto para os gastos.
    • Há alguns exames, procedimentos ou tratamentos que você não autorizaria? Informe suas preferências ao cuidador.
    • Há alguma limitação financeira? Seja realista e tenha a consciência de que você será o responsável pelas despesas em caso de emergência.
    • Como você planeja pagar por um possível tratamento de emergência? Você espera que o cuidador pague, com reembolso posterior? Ou deixará alguma provisão para ser usada nesses casos?
    • Se (bate na madeira) seu animalzinho morrer ou tiver de passar por uma eutanásia, o que gostaria que fosse feito com os restos dele?

     

    Ações para garantir os cuidados com o seu pet enquanto você estiver fora
    • Informa claramente as suas preferências às pessoas autorizadas a tomar decisões sobre a saúde do seu pet.
    • Produza um contrato e providencie cópias para os cuidadores. Se o seu veterinário regular será também o responsável pelas emergências, deixe uma cópia com ele e os contatos de quem estiver com o animal.
    • Se o seu animal está com microchip, coloque o cuidador temporário do pet como uma das pessoas a serem contatadas pelo fabricante.
    • Certifique-se de que deixar a quantidade de comida, remédios e suplementos suficientes para todo o período de duração da viagem, sempre calculando alguns dias extras.
    • Se o seu animal toma medicamentos regulares, certifique-se de informar os remédios, a quantidade, a frequência e o modo como devem ser aplicados. Se necessário, demonstre o processo.
    • Deixe todas as informações relevantes sobre a saúde do animal, incluindo vacinas (especialmente contra a raiva), remédios e histórico de doenças.
    • Se você nomeou mais de uma pessoa para cuidar do seu bichinho, deixe claro quem tem a palavra final, para quem não haja atrasos que possam colocar o animal em risco.

    Com informações da Associação Americana de Medicina Veterinária

  • Back to top