Receitas caseiras deixam de fora nutrientes essenciais para os gatos, diz estudo - Pet é pop
  • Receitas caseiras deixam de fora nutrientes essenciais para os gatos, diz estudo

    Cozinhar para o seu gato é uma prova de carinho, mas pode não ser a melhor estratégia nutricional. Estudo da Universidade da Califórnia Davis mostra que a dieta caseira não proporciona todos os nutrientes de que os bichanos precisam. Pior: algumas receitas incluem ingredientes potencialmente tóxicos para os felinos.

    Publicado no “Jornal da Associação Americana de Veterinária Médica”, o estudo é creditado como o primeiro a examinar receitas caseiras para gatos adultos e saudáveis. Os pesquisadores avaliaram 114 delas, vindas de sites e livros, escritos por veterinários ou não.

    Segundo o levantamento, 40% das receitas não apresentavam instruções de como e em que quantidades a comida deve ser dada ao animal. As demais apresentaram falta de alguns detalhes ou eram pouco claras.

    “Apenas 94 receitas traziam informações suficientes para uma análise nutricional por computador. E, entre elas, nenhuma tinha todos os nutrientes essenciais, de acordo com o padrão que o Conselho Nacional de Pesquisa dos EUA recomenda para gatos adultos”, diz Jennifer Larsen, líder do projeto, veterinária e nutricionista na Escola de Medicina Veterinária da Universidade da Califórnia Davis.

    Todas as receitas falhavam na entrega de ao menos um nutriente essencial. Independentemente de terem sido criadas por veterinários, embora estas apresentassem deficiências menores que as demais.

    Alguns dos preparados apresentaram severas deficiências, fornecendo menos de 50% da quantidade recomendada de vários nutrientes essenciais, como ferro, zinco, vitamina E, tiamina e magnésio.

    O potencial de prejuízos para a saúde dos animais varia de acordo com as instruções de alimentação, o tempo em que essa dieta vem sendo adotada, a saúde do gato e o grau de deficiência nutricional da receita.

    Os pesquisadores encontraram apenas cinco receitas que apresentavam a falta de apenas um ingrediente essencial. Todas elas foram criadas por veterinários.

    Os maiores perigos

    O levantamento mostrou que 7% das receitas traziam ingredientes potencialmente tóxicos para gatos, incluindo alho, cebola e alho-poró. Alguns dos preparos pediam produtos animais crus sem informar os possíveis riscos de contaminação por bactérias.

    Várias receitas que pediam a inclusão de ossos deixaram de informar a importância de moê-los. E assim prevenir problemas gastrointestinais.

    A doutora Larsen diz que há uma onda de tutores de gato optando pela comida caseira depois que substâncias tóxicas foram encontradas em rações importadas da China há mais de uma década.

    Alguns donos optaram por preparar a comida para ter mais controle sobre a dieta do pet. Outros acreditam que o seu gato deveria ter uma alimentação vegetariana ou com ingredientes orgânicos sustentáveis.

    “Dieta caseira não é necessariamente melhor. Se você optar por uma, tem de se certificar que seja balanceada e apropriada para o seu gato”, diz Larsen.

    Segundo a doutora, os donos de gato não devem temer as rações comerciais. Mas, se a opção for preparar as refeições em casa, recomenda que um veterinário especializado em nutrição participe da elaboração do cardápio.

  • Back to top