Perder peso junto com o cão é bom para a saúde física e mental - Pet é pop
  • Perder peso junto com o cão é bom para a saúde física e mental

    Tentações não faltam para que as nossas cinturas e as dos nossos cães ganhem alguns centímetros. Nunca é demais lembrar que o sobrepeso abre espaço para males terríveis como diabetes, doenças cardíacas e dores nas articulações, tanto para humanos quanto para caninos.

    Exercitar-se com o seu pet é bom para a saúde física e mental de ambos. Para motivar os donos a sair de casa com seus cães, a Associação Britânica de Veterinária preparou algumas dicas fáceis de seguir. O seu animalzinho agradece.

     

    Mexa-se

    via GIPHY

    Sabemos que não é fácil encontrar motivação para acordar um pouco mais cedo numa manhã fria e levar o cão para a rua. Mas vale a pena vencer barreiras como essa. Apostamos que o seu pet vai adorar ver você interessado em dar uma caminhada.

    E, quando você estiver no meio dela, temos certeza de que se sentirá bem. Pense também em quanto o cão vai ficar feliz com esse tempo extra correndo em volta do amigo predileto dele.

    O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido recomenda pelo menos 150 minutos de exercícios aeróbicos por semana. Você pode atingir essa meta mínima com 30 minutos de passeios matinais. Melhor ainda se o passeio se repetir à noite. Pense no que o seu cão gostaria: ver TV ou fazer uma caminhada? Troque o controle remoto pela guia.

    É fato que muitos cães estão acima do peso e passam sozinhos boa parte do dia. Isso responde em parte pelo fato de a saúde e o bem-estar dos cães serem uma prioridade para a Associação Britânica de Veterinária. Faça disso uma prioridade para você também.

    Esforce-se para dar esse pequeno afago extra para o seu cão e fiquem os dois em forma, felizes e saudáveis. Afinal, caminhar e correr com seu animal é muito mais barato que academia, além de ser mais divertido e recompensador.

     

    Dicas

    via GIPHY

    • Evolua: sempre procure ampliar gradualmente o circuito ou a dificuldade da caminhada diária.
    • Deixe os petiscos em casa: se precisar de algo para estimular seu cão, leve brinquedos. Ele vai abanar o rabo com a mesma intensidade que aquela demonstrada diante de um petisco.
    • Encontre seus pares: procure participar de atividades coletivas em que donos e cães caminham ou correm. Uma busa no Google revela várias dessas reuniões.
    • Ajuste a dieta: certifique-se de que a ração do animal seja a correta para raça, tamanho, idade e estilo de vida do cão. Aproveite e ajuste a sua também.
    • Oriente-se: seu veterinário sabe do que o seu cão mais precisa. Em caso de dúvida sobre saúde, programa de exercícios ou dieta, fale com ele.

    Amamos os cães. Assim, vamos mostrar isso passando um tempo de qualidade com eles. Vamos levá-los para passeios diários e cuidar da saúde física e mental deles. E isso melhora a nossa também.

  • Back to top