Confira as 15 raças de cães que melhor convivem com gatos - Pet é pop
  • Confira as 15 raças de cães que melhor convivem com gatos

    O site Vetstreet abriga um dos mais completos guias de raças de cães e gatos. Além de todas as informações básicas sobre os animais, a página promove vários rankings, com base em veterinários e especialistas em comportamento animal. Uma dessas listas traz as 15 raças de cães que melhor se entendem com gatos.

    Ao publicar o levantamento, o site afirma que é preciso levar em consideração que cada animal possui uma personalidade própria e pode não ir com a fachada até de colegas de espécie. Instinto, treinamento, sociabilidade e experiências de vida moldam o comportamento e podem alterar características básicas. Levando isso em consideração, o VetStreet relaciona os cães que têm predisposição maior a conviver pacificamente com felinos.

     

    1. Basset hound
      Tranquilão, esse cachorro tende a ser amigos de todos. Como é um animal de matilha, ele é cheio de espírito de equipe. Seu mote é: quanto mais melhor. Assim, ele adora a companhia de pessoas, crianças, outros cães e gatos. Se o gato for tolerante com um cão moderadamente brincalhão, vai viver em paz com um basset hound.
    2. Bichon frisé
      Com cerca de 2.000 anos de existência, os cães dessa raça sempre foram populares como companhia e como atrações em circos, o que ajuda a explicar a adorável personalidade divertida do animal. E seu comportamento feliz se faz presente diante de outros cães e animais de espécies diferentes. “Entre pessoas e outros pets, o bichon frisé é afetuoso e animado”, diz o VetStreet.
    3. Coonhound preto e castanho
      Apesar de ser um farejador com instinto de predador, esse cão pode ser sociabilizado e treinado para viver em harmonia com outros animais. “Ele se dá muito bem com crianças, embora possa ser um pouco indisciplinado para lidar com bebês, e ele convive bem com gatos desde que seja criado com eles”, afirma o VetStreet. Geralmente o coonhound tem temperamento amigável e responde bem a recompensas em forma de petiscos durante os treinamentos.
    4. Buldogue
      Não é difícil fazer amizade com um buldogue, independentemente da espécie que você seja. Eles são amigáveis, descontraídos e se dão bem com todos, incluindo crianças e outros animais. Convivem bem com famílias jovens e idosos e se adaptam à vida em apartamentos. É importante manter uma temperatura agradável no imóvel, pois calor em excesso pode abrir espaço para sérios problemas de saúde em cães dessa raça.
    5. Corgi
      Tanto o corgi pembroke quanto o cardigan welsh tendem a conviver bem entre gatos. Seu tamanho e nível de atividade moderados fazem com que eles se adaptem a qualquer tipo de residência e família. São pacientes e tolerantes com crianças e outros pets. Na verdade, a companhia de outro cão ou gato é uma espécie de bônus para animais dessa raça. Mas esses cães têm um afiado instinto de pastoreio, então é importante checar se ele não está estressando o gato ao tentar conduzi-lo. Com um pouco de treino para o cão e algumas rotas de fuga para o gato, a tolerância deve imperar entre os dois.
    6. Collie
      Por falar em cães de pastoreio, os collies vêm com esse instinto e podem apresentar tendência de mordiscar calcanhares. Um pouco de treino é mandatório. Mas eles também são devotados e fazem de tudo para agradar as suas famílias. Os collies veem todos como seus amigos. Eles são uma escolha excelente como cão de família e se dão bem com outros pets, segundo o VetStreet.
    7. Coton de tulear
      Parte da família do bichon frisé, esses cães têm personalidade afetiva e divertida. Eles tendem a ser tolerantes e descontraídos o suficiente para viver em famílias com crianças. Geralmente, convivem pacificamente com outros pets, gatos incluídos.
    8. Bichon havanês
      Outros “primos” do bichon frisé, cujos primeiros indivíduos chegaram a Cuba no século 18 e originaram uma raça distinta ali. Esses cãezinhos têm um grande senso de humor e adoram entreter. Seu temperamento afetuoso abre espaço para que convivam bem com todo mundo, humanos, outros cães e gatos. Não é o tipo de animal que goste de passar muito tempo sozinho. Precisa de companhia a vida toda.
    9. Chin japonês
      Ele não apenas convive bem com gatos, chega a apresentar certas tendências felinas. “As pessoas brincam que o chin é parcialmente gato, pela incrível capacidade que ele tem de alcançar lugares altos”, afirma o VetStreet. Eles tendem a ser confiantes e silenciosos. E adoram estar em algum lugar elevado para observar seu domínio.
    10. Mastiff
      É uma das maiores raças a se dar bem com gatos, simplesmente pelo fato de o seu tamanho poder ferir um felino durante uma brincadeira amigável. O mastiff é um gigante gentil que quer levar uma vida pacífica, embora seja um eficiente protetor de sua família. Ele tem a fama de ser um “boca macia”, com a habilidade de carregar filhotes (de gato, inclusive) sem machucá-los.
    11. Papillon
      Por baixo do exterior elegante reside um cão inteligente e energético. Ele precisa de um dia cheio de brincadeiras e atividades antes de deitar no colo do dono como qualquer outro cão pequeno. Ele prefere uma vida social movimentada e não é seletivo quanto a espécies. Segundo o VetStreet, muitos papillons e gatos viram amigos em tempo recorde.
    12. Pequinês
      Apesar de sua aparência peculiar, o pequinês é um cão confiante e que exige respeito. Ele geralmente desconfia de estranhos, a menos que seja exposto a uma ampla socialização. Mas, surpreendentemente, muitos pequineses toleram gatos. Com eles, esses cães são polidos, reconhecendo nos felinos membros da “família real”. Segundo o VetStreet, os pequineses convivem bem com cães de outras raças, desde que estes reconheçam de quem é a supremacia.
    13. Pug
      Com seu amor pela diversão, os pugs têm como objetivo encantar a todos que os conhecem. Convivem bem com outros cães, gatos e crianças. E nada os deixa mais feliz do que fazer parte de uma família. Com energia e disposição moderadas, eles não vão oprimir os habitantes felinos da casa. Como no caso dos buldogues, a residência deve ter temperatura controlada, pois o calor excessivo dificulta a respiração dos pugs.
    14. Pastor de shetland
      Com jeitão de versão “zippada” do collie, esse cão é de pastoreio e, portanto, apresenta uma tendência a mordiscar objetos móveis. Apesar disso, o pastor de shetland é leal, inteligente e ama sua família, mesmo que gatos ou outros pets façam parte dela.
    15. Toy fox terrier
      Geralmente, os cães do grupo dos terriers têm um instinto predador elevado demais para se dar bem com gatos. Embora o toy fox terrier também tenha essa característica – especialmente contra pequenos roedores –, muitos optam por ter amigos gatos. “Muitos deles convivem com os felinos. Em alguns casos, os gatos chegam a ser até três vezes maiores que o cão, e eles se dão bem. Não é incomum ver os dois dormindo e brincando juntos”, diz o VetStreet.
  • Back to top