6 perguntas que você deve fazer aos criadores antes de levar um filhote para casa - Pet é pop
  • 6 perguntas que você deve fazer aos criadores antes de levar um filhote para casa

    Especialistas da Associação Britânica de Veterinária (BVA), Fundação para o Bem-Estar Animal (AWF) e Sociedade Real para a Prevenção da Crueldade contra Animais (RSPCA) uniram forças para orientar as pessoas que querem levar um filhote de cachorro para casa sem dores de cabeça. Para tanto, elaboraram um questionário com seis perguntas que o futuro dono deve fazer a quem criou o animal.

    A iniciativa decorre de conclusões estatísticas feitas pela BVA. Elas mostram que a maioria do problemas em filhotes decorre do fato de os donos não terem compreensão suficiente das necessidades dos bichinhos e de como eles podem se adaptar a uma nova casa ou estilo de vida.

    Se estiver nos seus planos um novo amiguinho em casa, as perguntas abaixo vão evitar que você faça parte das estatísticas acima.

    **

    1. Foi você que criou os filhotes?

    Se a resposta for “não”, vá embora, por melhores que sejam as respostas às outras cinco questões. Um vendedor que não criou os bichinhos não será capaz de dar informações precisas sobre as condições de saúde e histórico de socialização do filhote. Mais importante: animais criados nas chamadas fazendas de filhotes são vendidos por terceiros. Se for comprar um filhote, que seja diretamente com o criador.

    2. Onde eles são mantidos? Você já começou a treinar a socialização do cachorro?

    É importante saber se o filhote teve bastante interações com humanos ou apenas em situações específicas, como na hora da refeição. Se ele não foi criado num ambiente caseiro, teve pouco contato com humanos e pode apresentar problemas de socialização ou adaptação à vida em uma casa. Peça para ver o animal interagindo com a mãe e seus irmãos. Também é uma boa ideia visitar o cãozinho mais de uma vez, para identificar mais facilmente possíveis problemas.

    3. Pai e mãe do filhote foram examinados em busca de doenças hereditárias dessa raça?

    Todos dos cães, com pedigree ou sem raça definida, podem sofrer de doenças hereditárias que são passadas para seus filhotes. Exames são fundamentais para que os criadores fiquem a par desses males. Com os resultados na mão, eles podem assegurar que criam animais saudáveis. Peça uma cópia dos exames e mostre a um veterinário, para ter certeza de que o criador fez a leitura certa dos documentos.

    4. O filhote vai receber um microchip e vacinas antes de eu levá-lo pra casa?

    O ideal é colocar um microchip em cães com oito semanas de vida e antes de eles irem para a nova casa. O criador deve estar pronto para fornecer documentos que comprovem a instalação. Certificados de vacinação devem conter o timbre de alguma instituição conhecida e ser assinados por um veterinário.

    5. Os filhotes ou seus pais têm algum problema de saúde?

    Se gerados por pais saudáveis, muitos filhotes não precisam ver o veterinário antes de ir para a nova casa. Se o cãozinho recebeu algum tratamento, o criador deve providenciar detalhes sobre qualquer anormalidade que o veterinário tenha diagnosticado. Fale com um profissional de confiança caso esteja inseguro sobre qualquer informação que tenha recebido do criador.

    6. Você usou alguma rotina veterinária nos filhotes, como a aplicação de vermífugos?

    Vermifugação regular é importante para a saúde de filhotes e humanos. Pergunte ao seu veterinário sobre a qualidade dos produtos utilizados pelo criador e evite comprar de quem não vermífuga seus cães periodicamente.

  • Back to top